O Brasil é a “menina dos olhos” das marcas de cosméticos internacionais.

A economia do Brasil está relativamente bem, enquanto outros mercados estão problemáticos. O país apresenta um potencial de crescimento incrível para cosméticos e perfumes. Pesquisas realizadas pela Euromonitor mostraram essa tendência.

Tem novidade no ar! Séphora no Brasil. Para quem não sabe essa é uma das maiores lojas de cosméticos do mundo. A loja fica no Shopping JK, em São Paulo.

As maquiagens famosas, os perfumes chiquetosos, cremes, esmaltes, produtos de cabelos, tratamento (pele, corpo, cabelos, rosto), acessórios para cabelos (secador, modelador, pranchas…)… Ou seja, tudo de produtos de beleza. A Séphora também possui marca própria de produtinhos…

Não fique tão feliz! Os preços de Séphora já chegaram absurdamente caros, se comparados com os dos Estados Unidos. Os preços não estão nada animadores. O site it Cosméticos selecionou alguns produtos para uma comparação de preços. Dê só uma olhada!

Séphora no Brasil: Shopping JK, São Paulo

Nos Estados Unidos, o imposto é colocado no final e varia de acordo com cada região federal. Os preços acima dos EUA estão sem impostos, mas, mesmo incluindo esse valor aproximado pode-se notar que a diferença é brutal. Em Miami, por exemplo, pode ser somado ao preço final 6% do valor do produto (aproximadamente). Pelo visto, a loja é para quem tem dinheiro sobrando…

Os blogs de beleza precisam ser mais críticos. Vários incitam o consumo desmedido, irracional e pouco crítico. Isso é errado! As pessoas gostam de produtos de beleza, mas não é por isso que precisam comprometer o orçamento e gastar fortunas. Comprar nos EUA continua sendo vantajoso. O jeito é pedir encomenda para quem viaja por lá…

Há quem diga que o preço tão caro dos produtos no Brasil está relacionado à carga tributária. No entanto, análises financeiras sérias já mostraram que não é apenas isso. Há também uma relação de ganho de maior lucratividade.

Avaliação de um produto barato? Acesse: Creme para pentear Helcla D-pantenol.

O consumo serve para pensar! O site it Cosméticos defende a compra crítica e consciente.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)